domingo, 28 de março de 2010

Super Hiper Mini Mercadinho Lava Pés

Hoje fui "intimado" a acompanhar minha tia ao Supermercado, ajudá-la nas compras e de quebra ficar na quilomêtrica fila para pegar o almoço. Chegando lá, vejo que já não é um sistema de fila mas sim de senhas. Sem grande problemas vou pegar a simpática senha, número 295, olho para o placar, 223. Guardei-a no bolso direito - "Ah, deve passar rapidinho..."

Eu e minha tia continuamos as compras, percorremos todo o supermercado, vira e mexe eu dava uma olhada no placar, 234, 245... nada de passar os malditos números. Quando, após quase uma hora e meia de compras, ela pediu o celular, tirei o do bolso e entreguei, continuei a pegar as maçãs. Quando por alguma razão, decido conferir a senha em meu bolso (calças com muitos bolsos sempre me levam ao desespero) - "Bom, nesse não tá, nesse também não, aqui? Não." - O desespero toma conta, (vide post 13/03). Por fim, chego a amarga conclusão de que a senha deve ter caindo quando tirei o celular do bolso, é a única explicação.

Para não causar pânico desnecessário, digo a minha tia que preciso ver um "negocinho" e saio pelo supermercado olhando para o chão, refazendo o caminho que tinha me levado até as maçãs.
Chego em frente aos chilenos, era lá, o lugar onde eu tinha tirado do bolso o telefone, e por sorte vejo um papel todo amassadinho, uma bolinha. Pensei comigo - "Ufa, eu e minha maldita mania de dobrar/rasgar papel sem perceber". Pego o papelzinho e começo a desembrulhar - o quê senha 263?

Coloco a mão no bolso direito e eis que encontrou a minha senha, 295, comparo as duas em busca de algum sinal diferente, mas nada, elas são exatamente iguais. Opa, dia de sorte grande, agora só preciso encontrar minha tia pra descobrir o que ela e todos lá em casa querem almoçar. Mas como nada é perfeito, minha tia sumiu, provavelmente se teletransportou pra outra dimensão, e só uma velhinha poderia trazê-la de volta, como viria a descobrir.

Saio em busca de minha tia, passando rapidamente pelos corredores do gigantesco supermercado, o tempo corria rapidamente pois o número estava bem próximo ao 265 embora, imensamente distante do 295. Ainda buscando minha tia, um chapéu me chama a atenção - "Minha tia não tá de chapéu..." - penso comigo mesmo. Viro uma, duas, fileiras, e o chapéu me chama a atenção novamente - "Cérebro burro! Procura a minha tia!"- Mas não, por mais 2 vezes eu encotrei esse chapéu enquanto, desesperadamente, procurava a mãe dos meus primos!

Então foi que me ocorre, "cara, isso não pode ser coincidência, vai atrás dela."
Meu eu cético responde, "deixa de ser maluco, é uma pessoa de chapéu!".
"Vai atrás dela, você acabou de achar uma senha toda amassada no chão e agora acha que uma velhinha não vai te levar a sua tia?"
"Hum, tô aqui fazendo nada...porque não?" - E fui.

Persigo sorrateiramente a velhinha de chapéu, então, após rodar um pouco, ela entra na seção de verduras e quem aparece exatamente na minha frente? Exatamente, me olha assustada e diz "porque você sumiu? Tava te procurando." Eu simplesmente respondo, que estava dando uma volta por ai, olha o que eu achei tia! - E mostro a senha.

Chegamos no balcão que marcava o número 264, chegamos atrasados por pouco. Violentamente instigado por minha tia, dou uma de João Sem Braço e ataquei a atendente, ela se sensibilizou com a minha história sobre atrasos, relógios quebrados, uma perna manca e criancinha na Somália e aceitou a senha ultrapassada.

Assim, voltamos pra casa felizes e a tempo para um almoço normal!
Bom, esse post é dedicado às pequenas coincidência que fazem nossas vidas serem um pouquinho mais divertidas e interessantes.


8 comentários:

  1. UAhuAHuAHuHA
    "Eu pessoalmente acredito que os americanos não conseguem achar os EUA no mapa porque alguns deles não tem mapas e eu acho que a nossa educação, como na África do Sul e no Iraque...."
    UAhUAhUAHuHAU

    ResponderExcluir
  2. Estou começando a achar que seU blog deveria se chamar "Se algo pode dar CERTO, acontecerá com o Ronaldo". rs A Raquel seria seu contraponto. rs

    ResponderExcluir
  3. Ronald...vc é estranho!!
    E pediram o q de almoço?!?! hahaha

    ResponderExcluir
  4. Um frango e 9 pedaços de carne!!

    ResponderExcluir
  5. ai ai neto.. tenho medo..um misto de medo e admiraçao pela sua (incrivelmente) cagada existencia!

    ResponderExcluir
  6. coisas de Ronalllldooooooo........rsrsrs
    amei o 'Ying e Yang' beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Você é bom nisso. Continue escrevendo.

    ResponderExcluir